terça-feira, 23 de maio de 2017

Conheça 6 sintomas de vermes nos Pets

Por mais bem cuidados que o cão ou gatinho doméstico sejam, eles estão expostos a diversos tipos de parasitas, especialmente os vermes

Foto: Divulgação.
As verminoses estão por todos os lados e podem ser veiculadas através dos alimentos, do ar e da água, bem como durante os passeios pelas ruas e praças. Os filhotes de cães e gatos estão mais suscetíveis à contração em dois momentos: na hora do parto e através da amamentação.  “Já nos pets adultos, na maioria das vezes, a contração de alguma verminose ocorre por ingestão de fezes que estão infectadas ou durante o contato com animais portadores de um parasita, como os ratos”, explica Bárbara Benitez, Coordenadora da Comunicação Científica da Total Alimentos e médica veterinária da Equilíbrio.

Confira os principais sintomas das verminoses, de acordo com a veterinária:

1 – Perda de peso!
Os vermes se alimentam das proteínas e/ou sangue oriundo dos tecidos do pet, isso faz com que o animal filtre menos nutrientes do que realmente precisa. Além disso, os vermes provocam lesões que comprometem a digestão e dificultam a absorção dos alimentos.”

Foto: Pixabay
2 – Mudança na pelagem do gato!
A pelagem fosca e/ou desajeitada pode indicar a presença de um parasita. A desidratação, bem como a má absorção de nutrientes, pode ocasionar uma infecção parasitária e refletir no pelo do gato ou do cãozinho.”

3 – Notou que o abdômen está maior?
Não confunda o aumento abdominal como sinais de que o pet está ganhando peso e/ou engordando. Um abdômen com vermes tende a ficar inchado e ocasionar o aumento de volume na barriga. Um teste rápido que pode ser feito é apalpar o abdômen e notar se o animal sente desconforto quando você toca.”

4 – Avalie a gengiva do gato!
A gengiva deve estar sempre rosada, pois isso indica que o animal está saudável. Se tiver pálida e/ou branca, pode sinalizar uma anemia, ou então qualquer outro sintoma que pode ser provocado por um parasita.”

5 – Cuidado com a diarreia e as fezes do bichano!
A diarreia tende a ser um dos sinais de que a barriga do pet está com vermes, por isso, verifique a situação das fezes do animal. Quando escuras ou esverdeadas, pode ser um sinal de que estão com sangue, o que pode indicar uma necatoríase – doença parasitária ocasionada por vermes que fixam nas paredes do intestino delgado e causa o sangramento. Muitas vezes, podem ser observados ovos de parasitas nas fezes, por isso observe e veja se há algum indício.”

6 – Procure por indícios!
Veja se o cão ou gato está roçando o bumbum no chão, isso pode ser um indício de que o pet sente coceira na região do ânus. O prurido é causado por ovos de parasitas que podem estar saindo do reto e grudando no pelo do pet. Observe, ainda, a cama e os lugares onde o pet costuma ficar. Os ovos podem ser vistos nestes espaços. Lembre-se: use sempre uma luva e pedaços de madeira ao mexer nas fezes procurar pistas.”

Ao identificar algum desses sinais, o tutor deve levar o animal rapidamente ao médico veterinário, pois, quando não tratado a tempo, o pet pode piorar e desenvolver problemas mais sérios de saúde”, conclui a veterinária.


segunda-feira, 22 de maio de 2017

Grátis: Palestra 'Como Preparar uma Lancheira Saudável', vai arrecadar ração para cães e gatos, em Cabo Frio (24/05)

Criança bem alimentada tem energia na medida certa e não fica doente com frequência


Alimentação na primeira infância é fundamental para o desenvolvimento físico e emocional. A alimentação desbalanceada pode dificultar o sono, a concentração e o aprendizado. Afinal, o que colocar na lancheira? Você sabe ler rótulos para fazer melhores escolhas? A palestra gratuita “Lancheira Saudável”, em parceria com o Espaço Aldeia Viva, vai ensinar como montar lanches saudáveis, práticos e que cabem na correria do dia a dia. Será no dia 24 de maio (quarta), às 18 horas no espaço de eventos do Cereall Gourmet, em Cabo Frio.

A Terapeuta Naturalista Mondriam Mageswki e a mãe coruja vegetariana Paloma Heringer vão abordar: comida de verdade, alegria e sabor, variedade e quantidade, escolhas inteligentes de industrializados, e equilíbrio e vitalidade.  Apaixonadas por alimentação saudável, elas são responsáveis pela cozinha da escola livre Espaço Aldeia Viva, em Cabo Frio, onde se divertem preparando cardápios e cozinhando para a criançada.

Conheça as palestrantes Mondriam Mageswki e Paloma Heringer:



A participação é gratuita, mas pede-se a colaboração de um quilo de ração (para cão ou gato). Todo material arrecadado será doado para a Superintendência de Proteção dos Animais de Cabo Frio, que mantém diversos projetos sociais. O espaço de eventos do Cereall fica à Rua José Bonifácio, 28, Centro, Cabo Frio.



terça-feira, 16 de maio de 2017

Clube de vantagens incentiva hábitos saudáveis aos tutores e seus pets

A Total Alimentos está cada vez mais ativa no mercado de alimentação natural, principalmente na linha Premium Especial Naturalis, que possui formulação 100% natural. Pensando nisso e na busca de hábitos saudáveis para os pets e seus tutores, a empresa lançou um clube de vantagens, Naturalis Health Club.

O programa de benefícios funciona a partir do momento que o consumidor efetua a compra de produtos da linha Naturalis para seu cão ou gato. Naturalis Health Club atua de forma totalmente online, por meio de aplicativo no IOS (App Store) ou Android (Play Store).

Após o consumidor comprar Naturalis para seu cão ou gato e registrar o cupom fiscal no aplicativo, ele recebe descontos em consultas com nutricionistas, preparadores físicos, compra de suplementos, brindes e acesso a dicas para uma vida mais saudável. No início, o clube de vantagens estará disponível apenas para a Região Metropolitana de Campinas (RMC).

Naturalis Health Club surgiu a partir de um projeto de inovação da empresa Neovia, do Grupo In Vivo, a qual a Total Alimentos é uma das companhias de pet food que pertencem ao grupo. No total foram 341 trabalhos enviados ao comitê de inovação mundial e 35 foram selecionados, entre eles Naturalis Health Club.

Com esse novo programa de benefícios, a Total Alimentos pretende incentivar hábitos saudáveis para os tutores e seus pets, que buscam uma vida mais equilibrada. “O projeto aproxima o propósito da linha, que é oferecer um alimento mais saudável aos nossos animais de estimação, ao estilo de vida dos tutores que também se preocupam em seguir uma vida ativa e com mais saúde. Através do App, o mesmo terá acesso a informações, brindes, descontos e vantagens através de nossos parceiros sempre ligados a uma qualidade de vida melhor”, conta o idealizador do projeto e Gerente Técnico Nacional da Total Alimentos, Marcello Machado.


*Não é publieditorial, consulte sempre seu veterinário.


segunda-feira, 8 de maio de 2017

Seu cão tem alergia? Causas podem ser alimentícias ou ambientais


Animais de estimação também estão propensos a desenvolver algum tipo de alergia ao longo da vida – seja por fatores alimentícios e/ou ambientais. As reações alérgicas podem ocorrer por diversos motivos, como também podem atingir todas as raças de cachorro e em qualquer idade. Entre as alergias mais comuns em cães, estão as alimentares, as que ocorrem através de picadas de pulgas e alérgenos inalantes, entre outros.

É importante saber diferenciar a alergia de uma intoxicação alimentar, considerando que a intoxicação tem como sintomas o vômito, diarreia e a perda da vontade de comer. Já a alergia provoca coceira, arranhões, perda de pelos, problemas gastrointestinais e a dificuldade respiratória”, explica o médico veterinário da Equilíbrio e Gerente Técnico Nacional da Total Alimentos, Marcello Machado.

A alergia alimentar é uma reação do sistema imunológico do cão ao entrar em contato com uma substância que seu corpo rejeita. “Ela pode ser hereditária, como também propensa a raças específicas, como ocorre com o Lhasa Apso, Buldogue Inglês e Francês, Golden Retriever, Pastor Alemão, Yorkshire, Poodle e Boxer”, explica Machado.

Para isso, é sempre importante procurar um médico veterinário ao notar que o cachorro tem apresentado tais sintomas para que ele possa ser examinado e, então, descobrir as causas e aplicar o melhor tratamento para o animal.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Pet Terapia beneficia saúde dos idosos em contato com animais

A Terapia Assistida por Animais, conhecida como Pet Terapia, é um tratamento auxiliar para diversos tipos de doenças


Por Margareth Artur do Portal de Revistas da USP



A Terapia Assistida por Animais (TAA), popularmente conhecida como Pet Terapia, é um tratamento auxiliar para diversos tipos de doenças e comprovadamente desencadeadora de “bem-estar, saúde emocional, física, social e cognitiva” em pacientes psiquiátricos, hospitalizados e idosos moradores em instituições. Nesse tratamento, o animal é “o principal agente da terapia, que funciona como ponte de ligação entre o tratamento e o paciente”, afirmam os autores de artigo recém-publicado na Revista de Medicina

O artigo é resultado de estudo feito em uma casa de repouso em Vila Velha, no Espírito Santo, com 25 idosos hipertensos, para avaliar a influência dessa terapia na pressão arterial dos mesmos, no período imediato “às alterações físicas, cognitivas, doenças agudas ou crônicas, perda do cônjuge ou filho, perda de apoios sociais, pobreza, gerando dependência na realização das atividades da vida diária e locomoção”.

A Pet Terapia é uma técnica terapêutica que conta com os animais como apoio para o tratamento de pessoas portadoras de problemas de saúde, “estimulando tanto o aspecto físico quanto o emocional, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das pessoas e acelerar os processos de recuperação”, afirmam os autores. É indicada, sobretudo, como alternativa que dispensa medicamentos para a hipertensão, doença comum nos idosos, responsável por grande parte de óbitos no mundo. Os animais, de acordo com esse estudo, mostram-se verdadeiros antídotos contra o estresse e a ansiedade, fatores que muito contribuem para o surgimento das doenças cardiovasculares.

O tratamento aposta no estímulo sensorial do tato para despertar a autoestima e a sensibilidade, na relação integradora das pessoas com os animais, seja falando com eles, seja tocando-os – é assim que a ansiedade, a frequência cardíaca e a pressão arterial diminuem. Os cachorros e os cavalos são os campeões quando o assunto é terapia com bichos para beneficiar seres humanos, segundo os autores, pois é “remédio” eficaz que auxilia na demência senil, no mal de Alzheimer, na esquizofrenia, na reabilitação de idosos, no tratamento para transtornos psicossociais, para crianças e adultos hospitalizados, e também na redução do colesterol, pressão sanguínea e estresse.

A pesquisa comportou sessões de TAA semanais, com duração de uma hora, durante quatro meses, e mostrou resultados bem positivos na amenização dos sentimentos de inutilidade, de incapacidade, da dor e da solidão que acometem, em geral, os idosos. Os autores citam outros estudos nos quais a terapia com animais aliou-se a atividades físicas como caminhadas e passeios, gerando benefícios físicos e emocionais, momentos de relaxamento e alegria, em uma integração de corpo e alma com os animais, o que propicia a redução da pressão arterial.

A sensação de felicidade com a chegada dos animais era evidente com a presença de sorrisos notados em cada idoso. As sessões de TAA promoveram momentos de tranquilidade e descontração entre os idosos e toda a equipe de saúde participante.” A intenção dos autores, tendo em vista a comprovação dos benefícios da terapia, é abrir “a expectativa para a realização de outros semelhantes envolvendo um número maior de pacientes”, já que as pesquisas nessa área são poucas, para que se avalie a influência da TAA tanto na pressão arterial quanto “em outros fatores fisiológicos, como a função endócrina e sobre o alívio do estresse”.

O trabalho foi apresentado na 22ª Conferência Mundial de Promoção da Saúde.

Fernanda de Toledo Vieira é médica veterinária, mestre pela UFV, coordenadora do Projeto Bicho Solidário e docente da Universidade Vila Velha.

VIEIRA, Fernanda de Toledo et al. Terapia assistida por animais e sua influência nos níveis de pressão arterial de idosos institucionalizados. Revista de Medicina, São Paulo, v. 95, n. 3, p. 122-127, dez. 2016. ISSN: 1679-9836. 

Link: www.revistas.usp.br/revistadc/article/view/111963 (Acesso em: 02 jan. 2017).

Fotos: Pixabay


sábado, 1 de abril de 2017

RJ: Confeitaria Doce Vegana lança loja virtual com cardápio para Páscoa

Divulgação

A confeitaria Doce Vegana, criadora de bolos e doces sem ingredientes de origem animal, lançou, para alegria do mundo vegan, sua confeitaria virtual, A marca foi criada em outubro de 2015 e atende consumidores com diversas restrições alimentares seguindo a filosofia de vida dos criadores da empresa, Kelly Soares e Erick Loureiro.

Divulgação
Tem Ovos de Páscoa de casca recheada, de colher ou cake em tamanhos que variam de 250 a 400 gramas. O Ovo Cake une o melhor dos produtos Doce Vegana, uma deliciosa casca de ovo feita com chocolate belga recheado por dentro com brownie e brigadeiro ou recheado de palha italiana extra cremosa. Acompanha colher de chocolate belga. Na faixa de R$ 66 a R$ 79. O Ovo de Casca recheada é feito com chocolate belga com a casca recheada e bombons sortidos sem lactose/caseína ou ovo variando entre R$ 47 e R$ 58. Os Ovos de Colher são feitos com chocolate belga, recheio de brigadeiro gourmet acompanhado de colher feita de chocolate belga, com preços entre R$ 46 e R$ 73, dependendo do tamanho.  

Divulgação
A Doce Vegana surgiu da vontade dos donos em ajudar um abrigo de animais.  Para arrecadar fundos, decidiram vender os doces que preparavam em casa sem produtos de origem animal, uma das maiores questões da marca.  O sucesso foi tão grande que várias pessoas que fizeram encomendas nunca mais pararam de pedir. Ali ficou evidente que o propósito de difundir o veganismo alertando sobre o sofrimento e exploração animal, não era uma causa só deles, mas de muitas outras pessoas que pensam fora do comum e/ou que tem modelos diferentes de vida.

O casal abriu mão de sólidas carreiras - ela, advogada, ele, empreiteiro e, desde então, integram pessoas com as mais diversas restrições alimentares. “Antes essas pessoas eram excluídas na partilha de momentos felizes com pessoas queridas. Por isso, fazemos doces para todos, veganos, não veganos, celíacos, diabéticos, intolerantes à lactose, com ingredientes super escolhidos, muito sabor e visual impactante, mantendo o compromisso de reverter parte dos lucros para a causa animal”, explica Kelly.

Tabela de valores e gramatura : 

350 gramas Ovo Cake brigadeiro com Brownie - R$ 66
350 gramas Ovo Cake palha italiana - R$ 66
300 gramas Ovo casca recheada de brigadeiro de paçoca e bombons sortidos - R$ 47
400 gramas Ovo casca recheada de doce de leite vegano e bombons sortidos - R$ 58
250 gramas Ovo chocolate belga recheado com ganache de chocolate - R$ 56
350 gramas Ovo chocolate belga recheado com brigadeiro de castanha de caju - R$ 73

Faça a sua encomenda: www.docevegana.com


sexta-feira, 31 de março de 2017

Grátis: Veggie Fest reúne o melhor da culinária vegana em Niterói (02/04)

Evento é pet friendly e vai arrecadar ração para o projeto Lar Dog Lar


Churrasquinho vegano. Divulgação

O mercado vegano está em franco crescimento no Brasil, tendo como princípios não somente o direito dos animais, como também a alimentação saudável. Em Niterói, o melhor do veganismo estará reunido na primeira edição da Veggie Fest que acontecerá, neste domingo, dia 02 de abril, das 10h às 16h, no Canto do Rio Football Club, com entrada franca.

Strogonoff vegano. Divulgação
Nos últimos anos, as feiras e eventos têm servido para desmistificar a ideia de que o alimento vegano não tem sabor e não é agradável ao paladar. Pelo contrário, é possível sim se alimentar de forma saudável e saborosa e, o que é melhor, sem sacrificar os animais. Essa percepção do público consumidor também tem servido para entender que o veganismo não é tão somente uma filosofia de vida, mas uma questão de posicionamento em prol da humanidade.

O consumo de produtos veganos no Brasil apresentou um crescimento, em 2016, da ordem de 40%. Embora o consumo de carne seja forte ainda no país, nos últimos anos é possível ouvir mais sobre veganismo. Isso porque as pessoas estão tendo uma conduta diferente em relação ao assunto.

Promovido por Rosana Ferraz, dona da marca Veggie Bom, o evento contará com o melhor da gastronomia vegana para o almoço ou lanche, tanto salgado quanto doce, além de shiatsu e mapa astral. A ideia, como ela destaca, "É mostrar o melhor da cultura vegana do Rio de Janeiro e de Niterói. Por esse motivo, os expositores foram criteriosamente selecionados para demonstrar ao público o que existe de mais especial na gastronomia vegana".

Aqueles que doarem ração no dia da feira vão concorrer a uma cesta com alguns produtos dos expositores. A doação será encaminhada para o Movimento ERA (Lar Dog Lar), em Niterói.

Confirme a sua presença no evento: www.facebook.com/events/284565138629962/

Serviço: Veggie Fest. Canto do Rio Football Club. Avenida Visconde do Rio Branco, 701, Centro, Niterói/RJ. Domingo dia 02/04, das 10h às 16h. Entrada Franca.